quinta-feira, 14 de outubro de 2010

História de Pombagira -Maria Padilha


A Pomba-Gira ou Pombajira é um Exu-fêmea. Tal como os Exús, as Pombas-Giras são espíritos em evolução, que já viveram entre os humanos, e que aprendem sobre a vida através de nossa própria vida, enquanto aguardam a sua vez de reencarnar. Os espíritos mais evoluídos são chamados por outro nome. Assim a Pomba-Gira passa a ser chamada de Lebará.



Zaira Male era uma bruxa, que fundou a sociedade “Mulheres de Cabaré Damas da Noite”, local onde as mulheres da “noite” se reuniam, recebiam os homens a quem davam prazer, mas não só. Esse local permitia-lhes reunir-se para aprender a magia, encantos e feitiços, para conseguir obter dos homens tudo o que queriam.



Zaira Male transmitiu ás suas aprendizes o culto ás outras que morressem. Assim nasceu o culto da Pomba-Gira. As antigas, as anciãs incorporavam no corpo das mulheres novas com capacidades mediúnicas para as receber, e transmitir as suas mensagens. Essas mensagens podem ser das mais variadas, no entanto o objectivo principal é o conhecimento da magia e dos encantamentos, que permitirá ás mulheres saber como conquistar o homem amado.





As Pombas-Giras são Exús fêmeas ligadas á sexualidade e á magia, tendo várias áreas de domínio: amor, sexo, sentimentos.





As Pombas-Giras têm um nome cabalístico: KLÉPOTH.



E cada uma atende por um nome diferente: rainha das 7 catacumbas, Maria Padilha…





Maria Padilha é uma das principais entidades da Umbanda e do Candomblé, da linha da esquerda, sendo também conhecida por Dona Maria Padilha, e considerada a Rainha das Pombas-Giras. É a Rainha do Reino da Lira, Rainha das Marias.



É a mulher de Exu Rei das 7 Liras, ou Exu Lúcifer, como é conhecido nas Kimbandas.



Ela é vista como o espírito de uma mulher muito bonita e sedutora, que em vida teria sido uma fina prostituta ou cortesã influente.





Maria Padilha é uma Pomba-Gira poderosa capaz de auxiliar em problemas de amor, saúde, afastar indesejáveis, desmanchar feitiços.



As mulheres que trabalham com esta entidade têm uma personalidade muito forte e são geralmente extremamente sensuais e atraentes. Amam como ninguém, mas se forem traídas facilmente odeiam seus parceiros amorosos.





Maria Padilha é a protectora das prostitutas. Gosta do luxo e do sexo. Suas roupas são geralmente vermelhas e pretas, usa uma rosa nos seus longos cabelos negros. É uma Pomba-Gira que gosta de festas e dança.





Os seus dons: dom do encantamento de amor.





As suas oferendas são: cigarros, champanhe, rosas vermelhas em número ímpar, jóias, cosméticos, espelhos, mel, licor de anis.





Os seus trabalhos são geralmente despachados em encruzilhadas em “T”.





Os sacrifícios a oferecer-lhe: galinha vermelha, cabra, pata preta.





A saudação a Exú: Laroyê, Exu! (“Salve, Exu!”)





Maria Padilha, tem vários nomes:





- Maria Padilha Rainha dos 7 Cruzeiros da Kalunga;



- Maria Padilha Rainha das 7 Encruzilhadas;



- Maria Padilha Rainha dos Infernos;



- Maria Padilha Rainha das Almas;



- Maria Padilha das Portas do Cabaré;



- Maria Padilha Rainha das 7 facas;



- Maria Padilha Rainha da Figueira…





O maior segredo para pedir e obter o que pedir para Maria Padilha, está na fé nela e no respeito por ela.









ORAÇÃO A MARIA PADILHA





São 12 horas em ponto e o sino já bateu. Sei que nesta hora, pela força do vento a poeira vai subir, e com ela também subirá todo o mal que estiver no meu corpo, no meu caminho e na minha casa. Tudo se afastará da minha vida. É com a força e Axé de Maria Padilha que meus caminhos, a partir deste momento, em que os ponteiros se separam, estarão livres de todos os males materiais e espirituais, pois a luz que clareia o caminho de Maria Padilha também há-de clarear os meus caminhos, para isso estarei sempre na posse desta oração.











CANTIGAS A MARIA PADILHA





Abre essa tumba quero ver tremer,



Abre esse tumba quero ver balançar,



X2





Maria Padilha das Almas,



O cemitério é o seu lugar.





É na Calunga que a Maria Padilha mora



É no barranco que a Maria Padilha vai girar.



X2





Maria Padilha das Almas



O cemitério é o seu lugar.







Exu Maria Padilha



Trabalha na encruzilhada



Toma conta, presta conta…



No romper da madrugada.





Pomba-Gira minha comadre



Me proteja noite e dia



Trabalhando nas encruzilhadas



Com suas feitiçarias.







Maria, Maria Padilha Ela é…



Uma mulher faceira



Que trabalha á Meia Noite



E também a madrugada inteira.





Sete rosas encarnadas



Vou levar para essa Maria



Para afastar de mim,



Toda a feitiçaria.





Maria, Maria Padilha Ela é.





Ela é Maria Padilha



Da sandalinha de pau



Ela trabalha pró bem



Mais ela trabalha pró mal





Oia pombajiré, oia pombajirá, oia pombajirá







De onde é que Maria Padilha vem



Aonde é que Maria Padilha mora



Ela mora na mina de ouro



Onde o galo preto canta



Onde criança não chora.





O povo dos Infernos é quem vai levar



Levar o que não presta pró além mar





Exu Rei da Lira é Lúcifer!



Maria Padilha…



Rainha Exu mulher!



♥♥♥♥♥





Moça me dá



Um cigarro do seu



pra eu fumar



Que nem dinheiro eu tenho pra comprar



x2





Vivo sozinho



Vivo na solidão



Maria Padilha me dê



A sua proteção











Cemitério é praça linda



É lugar pra passear



Cemitério é praça linda



É lugar pra passear



Numa catacumba branca



Maria Padilha mora lá



Mora lá, mora lá,



Maria Padilha mora lá,



Mora lá, mora lá,



Maria Padilha mora lá









♥♥♥♥♥













Com uma rosa e uma cigarrilha



Maria Padilha já chegou,



E na Kalunga



Ela é Rainha



Ela trabalha com muito amor



Sete cruzeiros da Kalunga



É a morada dessa mulher



Ela é!



Maria Padilha,



Rainha do Candomblé…



Quem não me respeitar



Oh! Logo se afunda



Eu sou Maria Padilha



Dos 7 cruzeiros da Kalunga



♥♥♥♥



Moço, você conhece aquela moça



Que trabalha no escuro



Olhando osso,



Osso por osso,



Dente por dente,



Dia trás dia,



Hora trás hora



Ela é Maria Padilha



Ela é Maria Mulher,



Ela trabalha na Figueira,



Por ordem de Lúcifer.





Caminhou por toda a Terra



Na kalunga ela ficou



Lá na Encruza ou lá na rua



Ela é …



Camarada sua,



Maria, Maria Padilha Ela é.



♥♥♥♥



Maria Padilha já chegou



Trago pra Ela uma linda flor



Festa no Terreiro, festa no gongá,



Chegou Maria Padilha para todo o mal levá.





Maria Padilha,



Soberana da estrada,



Rainha da encruzilhada,



E também do candomblé,



Suprema é uma mulher,



de negro,



Alegria do Terreiro,



Seu feitiço tem axé,



Mas ela é, ela é,



Ela é…



A Rainha da Encruza,



A mulher de Lúcifer.





A Padilha não brinca,



Ela não é brincadeira não,



A quem mexe com ela fica maluco



Vira defunto e se torna caveira



E depois de caveira vira poeira



E vai morar com Exu Caveira.





Maria Padilha



Rainha do Candomblé



Firma Curimba



Que tá chegando mulher.



♥♥♥♥



Maria Padilha é…



Rainha do Candomblé



Maria Padilha mora,



Nas portas de um cabaré.











Maria Padilha



Trás linda figa de ouro



Oi saravá Rainha linda de quimbanda



Sua proteção é um tesouro!







Quando eu toco tambor



Eu só toco pra Ela



Seu olhar é sereno



Seu olhar me fascina.



Ela vem girando na linha das Almas



É a Maria Padilha.



“Laroyê Maria Padilha!”

4 comentários:

  1. EU TENHO FÉ EM MARIA PADILHA DA ESTRADA...SALVE MARIA PADILHA

    ResponderExcluir
  2. agradeco seu comentario mito asé p voce irmã de fé

    ResponderExcluir
  3. estive em uma consulta com seu zé pilintra e ele me disse que tenho a pomba gira da estrada e fiquei bastante interessada como faço para desenvolver e agradar
    a minha pombagira

    ResponderExcluir
  4. estive em uma consulta com seu zá pilintra ele me revelou que tenho maria padilha da estrada como faço para desenvolve-la e agradar

    ResponderExcluir